R$ 69,00

Novo Testamento em Grego Koiné

Fora de estoque

Descrição

Texto Origninal do Novo Testamento em Grego Koiné

Prefácio ao Novo Testamento Grego Textus Receptus

O Textus Receptus impresso neste volume representa o texto Grego seguido pelos tradutores da English Authorised Version of the Bible primeiramente publicada em 1611. Seu relacionamento com outras edições do texto Grego impressos nos séculos 16 e 17 é mostrado nos seguintes parágrafos.

A primeira edição do texto grego a ser publicada foi a de Desiderius Erasmus impressa em Basle em 1516, a qual foi seguida por sua edição de 1519, a qual foi usada por Martinho Lutero em sua tradução Alemã. Erasmus também publicou edições em 1522, 1527 e 1535, das quais as duas últimas possuem alterações da Poliglota Complutense. A porção do Novo Testamento desta Bíblia Poliglota de Complutum, ou Alcala na Espanha, foi na verdade impressa em 1514, mas não entrou em circulação até 1522. Christopher Plantin reimprimiu o texto Grego Complutense em Antwerp em 1564, 1573, 1574, 1584 e 1590. E também foi impresso em Geneva em 1609, 1619, 1620, 1628 e 1632.

Simon Colinaeus, um impressor em Paris, publicou em 1534 uma edição baseada naquela de Erasmus e no Novo Testamento Grego Complutense. Este trabalho de Colinaeus nunca foi reimpresso, mas foi suplantado pelas mais famosas edições de seu enteado Robert Stephens, publicadas em Paris em 1546, 1549, 1550 e 1551. A edição de 1550, conhecida como “royal edition” ou “editio regia”, seguiu o texto de 1527 e 1535 das edições de Erasmus, com leituras marginais da Poliglota Complutense. A edição de 1551 de Geneva foi uma reimpressão do texto de 1550 na qual a presente divisão de versículos numerados apareceu pela primeira vez.

Theodore Beza publicou em Geneva quatro edições fólio do texto grego de Stephens, com algumas mudanças e uma tradução em Latim feita pro ele, em 1565, 1582, 1588 e 1598. Durante este período Beza também publicou várias edições octavo em 1565, 1567, 1580, 1590 e 1604. As edições de Beza, particularmente a de 1598, e as duas últimas edições de Stephens, foram as fontes chefe usadas pela English Authorized Version de 1611.

Os parceiros de Elzevir, Bonaventure e Abraham, publicaram versões do texto grego em Leyden em 1624, 1633 e 1641, seguindo a versão de Beza de 1565, com algumas mudanças de suas revisões posteriores. O prefácio da edição de 1633 de Elzevir deu um nome para esta forma de texto, o qual subjaze a English Authorized Version, a Dutch Statenvertaling de 1637, e todas as versões protestantes do período da Reforma – “Textum ergo habes, nunc ab omnibus receptum…” O texto de Elzevir se tornou conhecido através da Europa como o Textus Receptus ou Texto Recebido, e no decorrer do tempo esses títulos vieram a ser associados na Inglaterra com o texto de Stephens de 1550.

As edições de Stephens, Beza e de Elzevir apresentam substancialmente o mesmo texto e as variações não são de grande importância e raramente afetam o sentido. A edição presente do Textus Receptus subjazendo a English Authorized Version de 1611 segue a edição do texto de Beza de 1598 como autoridade primária e corresponde ao “Novo Testamento no Grego Original de acordo com o texto seguido na Authorized Version”, editada por F. H. A. Scrivener, M.A., D.C.L., LL.D., e publicada pela Cambridge University Press em 1894 e 1902.

Informação adicional

Peso 0.550 kg
Dimensões 20.5 x 13 x 2 cm
Capa

Cor

ISBN

Páginas

País de Origem

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Novo Testamento em Grego Koiné”

Produtos mais votados